Saudação do Rev. Michio Shirasawa

Culto Mensal de Setembro

Nave da Sede da Igreja Su no Hikari
2 de setembro de 2018

Parabéns a todos pelo Culto Mensal do mês de setembro.

Já passamos pelo período mais intenso do verão, mas mesmo assim ainda tem feito muito calor. Além disso, várias regiões do Japão sofreram grandes estragos causados pelos tufões.
Apesar disso, muitos membros vieram de todo o Japão para orar aqui no Solo Sagrado de Atami hoje.

Portanto, desejo expressar minha sincera gratidão à Igreja Su no Hikari que, a começar pelo seu presidente, o Rev. Narii, e seus funcionários, colaborou imensamente para que pudéssemos realizar este Culto Mensal do mês de setembro.

Há pouco, durante o culto, tivemos a permissão de entoar a oração redigida por Kyoshu-Sama e entoar os salmos de Meishu-Sama e ler o Ensinamento de Meishu-Sama selecionados por ele para este culto. Isso é motivo de muita alegria e desejo expressar aqui minha gratidão a Deus e a Meishu-Sama por estarmos recebendo essa permissão.

Hoje, após a realização do Culto Mensal, realizaremos o culto de 5 anos de falecimento de Sandai-Sama (Itsuki Okada). Como uma verdadeira mãe, ela envolveu os membros com todo o seu amor, guiou-nos na posição de Terceira Líder Espiritual e, portanto, desejo expressar juntamente com os senhores toda nossa gratidão pelos seus feitos.

Tivemos há pouco, o magnifico relato de experiência de fé da Sra. M. O., da igreja Tsurumai, Região Chubu (à tarde: Sr. Y. W., do Johrei Center Kawagoe, igreja Omiya, Região Leste), que nos relatou seu aprendizado através das orientações de Kyoshu-Sama e a alegria de ter despertado para uma fé completamente nova. Agradeci a Deus enquanto escutei o seu relato, crente que cada um de nós foi contemplado com o mesmo aprendizado. Muito obrigado!

Kyoshu-Sama, durante a recente viagem realizada à Região Hokuriku-Kansai, participou do “Encontro de Membros que Compartilham o mesmo pensamento de Kyoshu-Sama”. Com isso, encerraram-se as viagens missionárias por todas as regiões do Japão, nas quais recebemos orientações importantíssimas para adentrarmos na nova etapa da Obra Divina.

Creio que todos ficaram envolvidos por uma atmosfera repleta de gratidão por sentirem Kyoshu-Sama muito próximo, e cada participante pode gravar em seu coração as palavras que lhe foram direcionadas.
Doravante, a Sede Central Izunome, visando a evolução dentro da nova etapa da Obra Divina, deseja aprender e aprofundar o aprendizado e prática das orientações de Kyoshu-Sama.

No último dia 19 de agosto, foi realizada uma Cerimônia de Outorga do Ohikari na cidade de Osaka com a presença de Kyoshu-Sama. Naquela ocasião, 55 pessoas receberam o Ohikari, que foi outorgado por Kyoshu-Sama! Trata-se de algo sem precedentes até hoje.

Eu próprio jamais imaginei que teríamos a permissão de participar de uma cerimônia em que os Ohikaris fossem outorgados diretamente por Kyoshu-Sama. Por causa disso, senti-me emocionado e meu coração ficou aquecido ao participar daquela cerimônia.

Kyoshu-Sama, antes de outorgar o Ohikari, confirmava um a um o nome das pessoas. Obviamente, todos ficaram extremamente felizes. Todavia, quem as encaminhou à nossa religião, e quem está acompanhando cada uma delas foram as pessoas que ficaram mais emocionadas. É difícil descrever tamanha emoção.

A próxima Cerimônia de Outorga do Ohikari está prevista para o próximo dia 16, no Solo Sagrado de Atami, perante o santuário da sede da Igreja Su no Hikari. Também estão sendo agendadas outras cerimônias em várias regiões do Japão, sendo que Kyoshu-Sama realizará a outorga do Ohikari em todas elas.

Por conseguinte, creio ser necessário pensarmos novamente sobre o significado do Ohikari, que temos pendurado no pescoço, que contém o ideograma HIKARI (luz) que foi escrito por Meishu-Sama.

A respeito disso, Kyoshu-Sama nos orientou o seguinte:

“Acredito que uma das razões de ele (o Ohikari) existir é para que possamos gravar em nossos corações e jamais esquecer que nossa vida é a eterna vida de Deus e que, no núcleo do nosso ser, foi-nos outorgada a Sua Luz, que brilha por toda a eternidade.”

(Palavras de Kyoshu-Sama no Culto do Natalício de Meishu-Sama de 2012)

Meishu-Sama nos trouxe o conhecimento sobre esse perdão através da ‘Transição da Era da Noite para a Era do Dia’. Essa transição já foi concluída. Deus já concretizou a transição, nos perdoou, sem exceção, e trouxe todas as coisas de volta ao Seu glorioso Paraíso. Como nós, que O abandonamos, somos bem-aventurados por tomar conhecimento dessa transição e do perdão divino!

A verdadeira Luz de Deus é o Seu perdão. Cada um de nós já está abundantemente preenchido com Sua verdadeira Luz. Apesar disso, será que não é um hábito nosso querer mais Luz quando recebemos Johrei ou quando visitamos um Johrei Center, uma Igreja ou os Solos Sagrados? Não pensamos assim porque nos falta Luz; pensamos assim porque, na verdade, estamos completamente preenchidos por ela.
Em nossa forma de pensar, também queremos transmitir Luz às pessoas quando lhes ministramos Johrei, não é verdade? Pensamos dessa forma não porque falta Luz a quem ministramos Johrei, mas sim porque quem o recebe está completamente preenchido pela Luz. A Luz, ou seja, o perdão de Deus, está em todo lugar e o nosso corpo inteiro está transbordando de Luz.

O Johrei é a obra do próprio Deus e a manifestação de Sua vontade. Meishu-Sama não nos ensinou o ato sagrado do Johrei para que canalizássemos a Luz “para fora”, “para quem o recebe”; ele nos ensinou isso para que canalizássemos a Luz “de volta para Deus”. Deus está nos dizendo que Ele já preencheu todo o mundo e todas as pessoas com Sua Luz. Sendo assim, não é possível canalizar a Luz “para quem recebe Johrei” achando que o mundo precisa de mais Luz, não é verdade? Precisamos desapegar-nos de nossa antiga compreensão sobre o que é o Johrei. Através do Johrei, Deus quer que reconheçamos que a Luz do Johrei já chegou a todos e a tudo, completamente, sem exceção. Através do Johrei, Deus quer que entendamos que, ao invés de transmitir Luz ao mundo, nós precisamos nos voltar para Deus, que é perfeito, e retornar ao Paraíso, onde existe a fonte da Luz. Usamos o Ohikari (que literalmente significa “Luz”), ou Sagrado Ponto Focal, para que nos lembremos que o mundo está preenchido pelo perdão de Deus, por Sua Luz.

(Palavras de Kyoshu-Sama no Culto do Natalício de Meishu-Sama de 2016)

Até hoje, eu pensava que, ao recebermos o Ohikari, passávamos a levar a luz de Deus para outras pessoas através do Johrei ou de outras inúmeras atividades. Eu reconhecia que a luz de Deus é algo que precisava ser compartilhado com outras pessoas. Assim sendo, factualmente eu via o Johrei como um método de tratamento, fazendo com que o seu objetivo se resumisse na cura dos sofrimentos. Entretanto, Kyoshu-Sama está a nos orientar que tudo já está abundantemente preenchido pela a luz de Deus.

Para que sejamos capazes de reconhecer que a luz de Deus já preenche todos os seres humanos e demais existências, Meishu-Sama está nos outorgando o Ohikari. Eis o que Kyoshu-Sama tem nos orientado.

Quero renovar minha gratidão por ter recebido de Meishu-Sama o Ohikari, para que eu possa servir na obra da Criação de Deus que consiste em fazer com que os seres humanos se tornem filhos de Deus, sem me esquecer que a minha vida é a vida eterna de Deus e que a Sua luz brilha intensamente no meu interior.

Doravante, as cerimônias de outorga do Ohikari serão realizadas num formato completamente diferente do que foi adotado até hoje. Vamos, portanto, reler as orientações de Kyoshu-Sama citadas há pouco e servir juntos na solene obra de Deus de outorgar os Ohikaris.

Atualmente, perdemos igrejas e Johrei Centers, locais onde dedicávamos, e passamos por uma situação repleta de dificuldades. No entanto, mesmo perdendo a unidade que frequentávamos, nosso sentimento não mudou. Sinto que passamos a perceber que Deus está vivo dentro de cada um de nós e que, liderados por Kyoshu-Sama, o ritmo da Obra Divina completamente nova está muito intenso.

Todos nós compartilhamos o mesmo pensamento de Kyoshu-Sama e temos como lema: “Despertar para uma fé completamente nova, em nome do Messias, que é uno a Meishu-Sama”. Doravante, vamos caminhar com alegria e determinação.
Assim como consta na letra do Hino Regresso ao Lar, que foi escrita por Kyoshu-Sama, “à nossa terra natal, juntos regressaremos. Para casa do Senhor!”, vamos juntos regressar para o Paraíso, que é a nossa verdadeira terra natal!

Hoje, dia 2 de setembro, Masaaki-Sama está na Alemanha participando de um evento com jovens do mundo todo, promovido pelo Johrei Center Frankfurt. Nele, será transmitida uma mensagem importantíssima, voltada para o cristianismo, pela qual será transmitido o verdadeiro significado do nome Messias e consiste num chamado para participarmos juntos da Obra Divina. Após regressar ao Japão, Masaaki-Sama deverá relatar pessoalmente aos senhores o resultado desse evento. Creio que todos estão ansiosos por isso.

A partir de ontem, o santuário dos antepassados da sede da Igreja Su no Hikari já não tem mais o mitobari (tradicional cortina xintoísta), que na nossa religião é chamada de mihoro.

Meishu-Sama nos ensina que cada ser humano é a soma de milhares de antepassados.

Ele também compôs o seguinte salmo:

Eu percebi o seguinte, e gostaria que soubessem,
      Salvar todas as pessoas é ensiná-las
      O caminho da vida eterna.

Apesar disso, durante muitos anos eu pensava que os antepassados vivem em um local distante ou que eles são existências mortas. Sinto-me realmente arrependido por pensar dessa maneira.
Repetidas vezes, Kyoshu-Sama nos orientou que os antepassados também estão ligados a Deus e, por isso, eles vivem juntamente conosco.

Percebemos agora, através dessa orientação, que somos uma existência una aos antepassados.
A Igreja Su no Hikari, baseou-se nessa aceitação e solicitou a Kyoshu-Sama sua permissão para, nesta ocasião, retirar o mihoro do santuário dos antepassados.
Juntos, vamos servir na obra de salvação completamente nova de Deus, recebendo Seu grandioso amor e perdão, cientes de que estamos sendo criados para nascer de novo como verdadeiros filhos de Deus, Messias, juntamente com nossos antepassados.

Antes de encerrar minhas palavras, desejo transmitir três pontos aos senhores.

No dia 8 de outubro, estaremos recebendo Kyoshu-Sama no complexo Intex Osaka para realização do Culto do Outono, que será realizado juntamente com a Igreja Su no Hikari. Esperamos pela participação de todos os senhores.

No dia 4 de novembro, a sede central da Coreia do Sul irá comemorar 30 anos desde a sua instituição. O culto comemorativo, que será realizado nas dependências da sede central, contará com a presença de Kyoshu-Sama.

Os membros ligados à sede central da Coreia do Sul foram os primeiros a demostrarem o desejo de caminhar compartilhando o mesmo pensamento de Kyoshu-Sama, desenvolvendo práticas alicerçadas nas palavras de Kyoshu-Sama para que todos possam compreender a essência dos Ensinamentos de Meishu-Sama. Diariamente, os membros na Coreia do Sul compartilham mensagens de e-mail contendo trechos das Palavras de Kyoshu-Sama, o que proporciona que todos possam ter contato com elas no seu cotidiano, tendo utilizado também inúmeros outros meios para praticar as Palavras de Kyoshu-Sama. Representantes de vários países irão se reunir na Coreia do Sul para celebrar, juntamente com muitos membros que compartilham o mesmo sentimento, os 30 anos da instituição da sede central da nossa religião no país. Espero que muitos membros japoneses possam participar desse evento. Os detalhes sobre a participação nesse evento será enviado posteriormente aos senhores.

Por fim, desejo relatar que, abençoados por Deus, inauguramos os escritórios da Sede Central Izunome, localizados no 8º andar do prédio Dai Ichi Building, localizado em frente à estação ferroviária da cidade de Atami. A cerimônia de inauguração contou com a presença de Kyoshu-Sama, sua esposa, a Sra. Mayumi Okada, Masaaki-Sama, sua esposa, a Sra. Mami Okada e sua filha, Mei Okada. Após a cerimônia, Kyoshu-Sama ministrou Johrei nos participantes e dirigiu palavras que transmitem a sua esperança pelo trabalho desenvolvido pelos ministros e funcionários, dizendo também que deseja servir juntamente com todos na obra de Criação de Deus.

Doravante, os escritórios da Sede Central Izunome realizarão trabalhos administrativos que darão suporte as unidades por todo o Japão, bem como fortalecer o elo com as Igrejas em vários países do mundo. Muito tempo foi necessário para que isso acontecesse, mas agradeço de todo meu coração pela permissão de iniciarmos as atividades administrativas dos escritórios da Sede Central Izunome. Ao mesmo tempo, eu, todos os ministros e funcionários nos comprometemos no servir, juntamente com todos os senhores, com o mesmo sentimento de Kyoshu-Sama na nova etapa da Obra Divina. Pedimos o apoio e colaboração de todos os senhores.

Encerro minhas palavras, esperançoso de poder me encontrar novamente com os senhores no Culto do Outono, que será realizado na cidade de Osaka.

Muito obrigado!

Este conteúdo está disponível em: 日本語 English