Kyoshu-Sama se encontra com ministros da Região Chubu

Kyoshu-Sama, sua esposa, a Sra. Mayumi Okada, e seu filho, Masaaki-Sama, participaram do Encontro de Ministros, da Cerimônia de Outorga do Ohikari e do Encontro de Membros da Região Chubu, eventos realizados nos dias 20 e 21 de outubro passado. No dia 22, Masaaki-Sama se encontrou com responsáveis e vice responsáveis de igreja da região.

Na tarde do dia 20 de outubro, após uma garoa cair sobre a cidade, 40 ministros se reuniram no Gifu Fure-ai Plaza para participar do Encontro de Ministros com Kyoshu-Sama.

A Região de Chubu é conhecida por ter sido o local de formação do Revmo. Tetsuo Watanabe, que sempre professou a fé centralizada no Trono de Kyoshu. Todos os ministros ligados à Região Chubu, que faziam parte do quadro de ministros da Igreja Izunome antes do início da atual purificação da nossa religião, levantaram-se para proteger Kyoshu-Sama e, portanto, todos não escondiam a alegria e o entusiasmo por estarem recebendo Kyoshu-Sama no local onde dedicam.

Kyoshu-Sama saudou todos dizendo: “Os senhores perderam suas unidades, seus títulos e cargos. Mesmo em meio a tantas dificuldades, os senhores têm se empenhado para seguir em frente, o que é muito gratificante. Atualmente, a nossa Igreja está em uma situação na qual está a sofrer grande mudanças. Penso que, em meio a isso tudo, não podemos ficar presos somente ao que acontece ao nosso redor, mas sim buscar sempre voltarmos nossos corações para o que realmente Deus e Meishu-Sama desejam.”

Ao dirigir suas palavras aos ministros, Kyoshu-Sama citou o ensinamento “Mensagem de Inauguração da Nova Igreja – Sobre o Nascimento da Igreja Mundial do Messias”, escrito e divulgado por Meishu-Sama em 4 de fevereiro de 1950.

Confiram a seguir alguns trechos da orientação de Kyoshu-Sama:

———-

Ao reler atentamente o ensinamento “Mensagem de Inauguração da Nova Igreja – Sobre o Nascimento da Igreja Mundial do Messias”, sinto fortemente que realmente algo novo estava para nascer. Acerca da instituição da Sekai Meshiya Kyo (Igreja Mundial do Messias), Meishu-Sama afirmou: “Como sempre estou a dizer, finalmente, chegou o momento em que adentramos na Transição da Noite para o Dia no Mundo Espiritual.”

A Transição da Noite para o Dia teve início no dia 15 de junho de 1931, quando isso nos foi revelado no Monte Nokoguiri. Posteriormente, Meishu-Sama se referiu a essa transição inúmeras vezes, não é verdade?

Mesmo nesse ensinamento de 4 de fevereiro de 1950, Meishu-Sama volta a citá-la ao dizer: “Finalmente, chegou o momento em que adentramos na Transição da Noite para o Dia no Mundo Espiritual.”

Nesse mesmo ensinamento, Meishu-Sama diz: “Devido à longa era de trevas, não foram poucos os pecados acumulados pela humanidade. Portanto, faz-se necessária sua ação de limpeza. Isto faz menção a tudo aquilo que será extinto por ser desnecessário. Além disso, ao mesmo tempo será dado início à construção da civilização do dia. Dessa forma, o que vem a ser essa grandiosa transição sem precedentes? Realmente, trata-se de algo programado por Deus há milhares, ou melhor, há bilhões de anos”. Meishu-Sama cita a “construção da civilização do dia”, mas penso que isso seja o mesmo que a “nova etapa da salvação” que vivenciamos atualmente.

Sem contar que Meishu-Sama também diz: “Precisamos saber de que forma será manifestado o amor de Deus. Ou seja, de forma concreta, será determinado tudo o que será extinto e o que sobreviverá. Todavia, mesmo que isso seja algo inevitável, a benevolência de Deus consiste em querer salvar o maior número de pessoas destinadas à extinção e, portanto, Ele escolherá Seus representantes para realizar a grandiosa obra de salvação do mundo.”

Meishu-Sama cita “o que será extinto e o que sobreviverá”, mas, em suma, isso significa “recebam rapidamente o perdão”. Nesse sentido, o significado de Meishu-Sama ter dito “salvar o maior número de pessoas”, ao mencionar que muitas delas estão destinadas à extinção, está direcionado a tudo e a todos nós. Deus deseja que todos nós nos tornemos Seus filhos.

Ao concluir esse ensinamento, Meishu-Sama diz: “Ah, é chegado esse momento de júbilo!”. Em 1950, Meishu-Sama já afirmava que vivíamos um momento extremamente importante. Creio que ele deve ter pensado que não haveria outra chance.

O fato de estarmos aqui hoje se deve ao esforço de Deus e ao empenho de inúmeros pioneiros. Trata-se de uma chance única! Meishu-Sama afirmou que “o Messias nasceu” e, acerca disso, disse tratar-se de um “nascer de novo”. Com isso, ele próprio afirmou ter nascido de novo como Messias. Penso que o fato de passarmos a ter conhecimento disso é uma chance única!

Vivemos agora uma época realmente importante! Portanto, quero acolher o sentimento de Meishu-Sama, o seu verdadeiro sentimento, e seguir em frente com todos os senhores. Conto com a colaboração de todos.

———-

Após atender às perguntas feitas pelos ministros, Kyoshu-Sama e sua comitiva se deslocaram para a cidade de Gifu, onde foi realizado um jantar de confraternização com os membros da igreja Gifu. Kyoshu-Sama e sua comitiva escutaram as preocupações dos membros e responderam durante horas suas dúvidas com relação aos ensinamentos e às orientações de Kyoshu-Sama.

Este conteúdo está disponível em: 日本語