Culto às Almas dos Antepassados é realizado em 2 dias com a presença de Kyoshu-Sama
– Nós, nossos antepassados e todas as existências somos um só corpo com Deus –

Kyoshu-Sama, Mayumi-Okusama e Masaaki-Sama participaram do Culto às Almas dos Antepassados realizado nos dias 3 e 4 de agosto na cidade de Numazu. No culto, estiveram presentes 4500 membros, incluindo caravanistas vindos da Coreia do Sul e Brasil. O Sr. Kunihiko Muroi e a Sra. Haruko Arimura, reeleitos para um novo mandato na Câmara de Conselheiros do parlamento japonês, também marcaram presença nos cultos.

O culto teve início às 13:00, momento em que Kyoshu-Sama subiu ao altar. Voltado para o goreiji, Kyoshu-Sama entoou a Oração de Convite às Almas dos Antepassados. Em seguida, foram entoadas a Oração do Culto às Almas dos Antepassados e as orações Amatsu-Norito e Zenguen-Sanji. Após a reverência à foto de Meishu-Sama, foi lido o ensinamento “A relação entre salvação e julgamento”. Posteriormente, Kyoshu-Sama ministrou Johrei.

Após a saudação do presidente Narii, foi exibido o vídeo “Nascemos na Terra para nos tornarmos filhos de Deus – Viagem Missionária de Kyoshu-Sama ao Brasil” e recebemos a saudação do sucessor de Kyoshu-Sama, o Masaaki-Sama.

Masaaki-Sama falou sobre o significado do mitamaya (altar dos antepassados), a importância de nos relacionarmos com os antepassados que vivem em nosso interior e que o mitamaya existe para que, junto à eles, recebamos o perdão de Deus.

Por fim, ele enfatizou que o perdão de Deus é o amor de Deus em perdoar o imperdoável; todos nós, seres imperdoáveis fomos perdoados unilateralmente por Deus e desejamos receber o Seu imensurável amor junto a todos os seres humanos e todos os antepassados.

A seguir, recebemos as palavras de Kyoshu-Sama, que nos ensinou que nós, nossos antepassados e todas as existências somos um só corpo com Deus e que Ele faz com que cada um de nós seja o verdadeiro goreiji; Deus utiliza os nossos sentimentos como um alicerce importantíssimo para que Ele possa conceder a salvação a todos os seres humanos e a todos os antepassados.

Kyoshu-Sama orientou que é importante aceitarmos que tudo o que vemos, ouvimos e sentimos está ligado ao núcleo central denominado Messias, que existe no interior de cada um de nós.

Posteriormente, todos cantaram a versão em japonês do Hino da Luz Divina e o Hino Regresso ao Lar. Por fim, Kyoshu-Sama subiu novamente ao altar e entoou a Oração de Regresso.

Enquanto Kyoshu-Sama, Mayumi-Okusama e Masaaki-Sama se retiravam da nave, os membros puderam cumprimentá-lós, apertando suas mãos e tirando fotos. Os cultos acabaram em meio a uma atmosfera agradável, repleta de alegria, por todos se sentirem fazendo parte da mesma família.

Este conteúdo está disponível em: 日本語 English