O verdadeiro Johrei
– Kyoshu-Sama desbrava uma nova era –

Por Masaaki Okada
18 de abril de 2020

Atualmente, o mundo inteiro sofre a influência do novo coronavírus.

Por causa disso, está sendo recomendado, basicamente, evitar aglomerações e o contato físico com outras pessoas; e, caso isso seja realmente necessário, aconselha-se manter uma distância de no mínimo dois metros.

Em meio a essas circunstâncias, qual é a melhor forma de compreendermos o Johrei?

Kyoshu-Sama nos orienta o seguinte acerca do Johrei:

Com Seu ilimitado amor, Deus nos observa do jeito que somos, ouve todas as vozes e pensamentos que temos em nosso coração e mente e, através da Sua Luz do Johrei, recebe todos nós em Seu Paraíso como seres que foram perdoados e salvos.

 

O Senhor Deus perdoa e salva tudo o que vê com Sua Luz, recebendo-os em Sua mão.

Portanto, se percebermos que algo ou algum pensamento vem à nossa mente, seja isso positivo ou negativo, por mais trivial que seja, é vital dizermos a Deus: “Ó Deus, eu agradeço a Vós, pois me observastes”. E, ao mesmo tempo, entregarmo-nos a Ele com o seguinte pensamento: “Em nome do Messias, que é uno a Meishu-Sama, entrego tudo a Vós, ó Senhor Deus, como alguém que foi perdoado e salvo. Por favor, utilize-me na obra que expressa a Vossa vontade!”

 

Reconhecermos que a grandiosa Luz divina do Senhor Deus brilha em tudo e em todos, que o perdão e a salvação já alcançaram tudo e, levando essa glória, oferecermos-Lhe todo o nosso ser junto a tudo e a todos – essa obra do sonen, ou da nossa mente, acredito eu, é a obra do Johrei com a qual o Senhor Deus fica mais feliz.

 

Kyoshu-Sama orienta que, por estarmos sendo iluminados pela Luz de Deus, que existe dentro cada um de nós, inúmeros sentimentos afloram de nossos corações e estes são recebidos por Deus em Sua sagrada mão. É por esse motivo que precisamos compreender que aceitar isso e entregar tudo a Deus é a “obra do sonen, ou da nossa mente, é a obra do Johrei com a qual o Senhor Deus fica mais feliz”.

Com relação à orientação de Kyoshu-Sama sobre o Johrei, eu disse o seguinte:

Com relação ao Johrei, ele tem orientado que a mão do Johrei não é somente a mão que nós levantamos; Kyoshu-Sama enfatiza que a mão de Deus existe em nosso interior e que essa é a verdadeira mão do Johrei. Também tem orientado que a Luz de Deus já incidiu em todos nós e que Deus está sempre usando nossos sentimentos na obra de salvação; todo e qualquer sentimento! Sejam quais forem os sentimentos que carregamos conosco, Deus os envolve com Sua própria Luz e os acolhe em Seu Paraíso. Kyoshu-Sama tem dito que isso é o verdadeiro Johrei!

Quando nós ministramos Johrei, essa mão é a nossa mão ou a mão de Deus?

Se a mão de Deus existe, será que existe algum momento em que Deus não ministra Johrei?

Eu acho que não.

Deus está sempre ministrando Johrei dentro de nós, porque Ele quer acolher o que nós sentimos e o que nós pensamos.

 

Eu também disse:

 

Deus sempre está ministrando Johrei para toda a humanidade, sempre!

 

O Johrei era o centro da Obra Divina de Meishu-Sama, o núcleo da salvação. Esse Johrei é constantemente realizado dentro de todas as pessoas. Isso é algo realmente gratificante e magnífico!

Kyoshu-Sama tem nos orientado que o Johrei de Deus acontece no interior de cada um de nós, mesmo que não consigamos levantar a mão, e que nós, através de nossos pensamentos e sentimentos – o sonen – conseguimos servir nessa obra, ou seja, que conseguimos servir na sagrada obra de salvação ao oferecermos a Deus inúmeros pensamentos e sentimentos humanos.

Existem pessoas que aceitam naturalmente as palavras de Kyoshu-Sama relacionadas ao Johrei, mas também há pessoas que as rejeitam. Também há casos em que ouço pessoas dizendo: “Kyoshu-Sama nega o ato de levantar a mão para a prática do Johrei, que é o mais importante para um seguidor de Meishu-Sama”, “qual é a relação entre sonen e Johrei?”, “nada mudou mesmo entregando meus sentimentos e pensamentos” e “o verdadeiro Johrei é aquele com o qual levantamos a mão para praticá-lo; esse é o único meio para salvar pessoas”.

Será que, na verdade, cada um de nós, não possuía, por menor que fossem, sentimentos e pensamentos semelhantes? Eu também não sou exceção. Quero, portanto, pedir profundas desculpas a Kyoshu-Sama.

Como mencionei acima, atualmente, não é recomendado ter contato social devido ao impacto causado pela disseminação do novo coronavírus, algo que envolveu o mundo inteiro. A distância entre uma pessoa e a outra é de no mínimo dois metros.

Se negássemos as palavras de Kyoshu-Sama e apresentássemos argumentos de que o verdadeiro Johrei é aquele pelo qual levantamos a mão para praticá-lo, crentes de que é esse Johrei que levará salvação para a humanidade, então será que nós não teríamos, agora, que nos erguer, ignorar as medidas que impedem o contato social e exterminarmos esse vírus através dos milagres do Johrei? Não seria exatamente agora o momento de manifestarmos concretamente o sentimento que tínhamos de ser contra as palavras de Kyoshu-Sama?

Em outras palavras, já que frequentemente praticávamos o Johrei a uma distância de aproximadamente um metro, diríamos agora que ele pode ser praticado a dois metros de distância? Neste caso, será que conseguiremos afirmar que a força do Johrei diminui pela metade porque a distância ao praticá-lo é o dobro do habitual?

Pensemos: então, isso significa que a força do Johrei diminui ainda mais se a distância for de três metros? Será que a sua força diminui conforme a distância aumentar para quatro ou cinco metros? Ou, estando dentro de um mesmo recinto, será que a força do Johrei é a mesma, independentemente da distância? E, será que ela diminui ao estarmos em recintos distintos? Ou, se for na mesma residência não muda nada? Será que a Luz do Johrei não chega até a casa do vizinho? Será que a Luz de Deus não chega até o bairro, cidade, estado ou país vizinho? Será que ela não chega até uma pessoa do outro lado do planeta? Caso a Luz chegue, seria então suficiente ficarmos sozinhos dentro do próprio quarto com a mão levantada ministrando o Johrei em todas as direções?

Creio ser necessário pensarmos bastante acerca do que significa “levantar a mão”.

Além disso, se essa situação, com restrições quanto à realização de reuniões e ao contato social, continuar por um ano, nós vamos dizer: “A obra do Johrei de Meishu-Sama parou durante um ano.”? E o que diríamos se essa situação continuar por dois ou três anos?

Mesmo com o fim do problema causado pelo novo coronavírus, pode acontecer que, num futuro próximo, outro tipo de vírus ou outras eventualidades venham a gerar restrições quanto ao contato social. Nesse caso, será que diríamos: “Não conseguiremos realizar a obra do Johrei.”?

Será que a preciosa obra do Johrei de Meishu-Sama é tão pequena assim, que não consegue ser realizada devido às restrições no campo de ação do ser humano?

Nós, que estamos sob a liderança de Kyoshu-Sama, somos capazes de afirmar claramente: “Não, absolutamente não!”. Afinal de contas, Kyoshu-Sama está nos mostrando que a verdadeira mão do Johrei é a sagrada mão de Deus, que existe dentro de cada um de nós, e que essa obra do Johrei de Deus não para um segundo sequer.

O que Meishu-Sama diz a esse respeito?

Frequentemente, Kyoshu-Sama tem orientado que, em 1954, após Meishu-Sama sofrer um colapso por causa de um derrame cerebral hemorrágico, ele disse repetidas vezes aos servidores mais próximos que “o Johrei já não é mais tão importante” e que “de agora em diante, será a era do sonen”. Meishu-Sama também disse: “É diferente de como foi até agora. De hoje em diante, principalmente o sonen será importante”.

No diário do reverendo Motokiti Inoue, um dos servidores mais próximos que atuou como secretário particular de Meishu-Sama e foi secretário executivo da Igreja, os acontecimentos da época foram minuciosamente descritos.

Citarei trechos de 28 de abril de 1954, extraídos desse diário:

Isto aconteceu no dia 19. Desde a purificação, seu braço e perna do lado direito foram afetados. Percebendo tratar-se de uma imensurável bênção que recebera, Meishu-Sama chorou copiosamente, tamanha alegria que sentia.

O derrame cerebral hemorrágico é uma doença severa e acredito que ele sentira dores intensas, mas no diário está escrito que Meishu-Sama chorou copiosamente de tanta alegria.

E, na mesma anotação desse diário, continua:

Meishu-Sama pratica o Johrei todos os dias. Ele não levanta a mão; faz isso somente através do sonen. Meishu-Sama me disse: “Houve coisas que me fizeram feliz até hoje, mas elas não me trouxeram a verdadeira alegria. Desta vez, sinto uma felicidade que vai além das palavras. Esta purificação está particularmente relacionada ao cristianismo”.

Essas são as palavras de Meishu-Sama registradas no diário. Além de ter falado sobre o Johrei, Meishu-Sama afirmou: “Esta purificação está particularmente relacionada ao cristianismo”.

Naquela mesma época, Meishu-Sama demonstrou-nos o nascimento do Messias, ao anunciar que havia nascido de novo como o Messias. Quanto a essa realização, bem como com relação ao Johrei, Meishu-Sama se referiu como “relacionado ao cristianismo”.

Além disso, no diário do reverendo Inoue, há os seguintes trechos:

Meishu-Sama me disse: “A partir de agora, farei tudo por meio das palavras e do sonen”.

“A partir de agora, pedir desculpas não será o suficiente – é necessário você se arrepender. Arrependa-se e expresse isso a Deus através do sonen. Assim, você será perdoado.”

Eis o que foi dito por Meishu-Sama. Ele mostrou que a partir de então seria a era do sonen e, ao mesmo tempo, que adentraríamos a época de nos arrependermos.

Por meio dessas palavras, fica evidente que Meishu-Sama já havia legado, há 70 anos, que o ato de levantar a mão para praticar o Johrei passou para o estágio em que cada um de nós serve na obra de salvação de Deus através de nossos pensamentos e sentimentos – o sonen.

Nós, que ficamos sabendo desse evangelho da salvação graças a Kyoshu-Sama, não devemos ficar preocupados, achando que a força do Johrei pode diminuir ou não só por termos que ficar dois metros afastados da pessoa. Meishu-Sama nos ensinou:

O sonen invisível não só pode alcançar os confins da Terra em um instante, como também é capaz de se propagar infinitamente em instantes.

(“A batalha entre materialismo e espiritualismo”, 20 de dezembro de 1949)

O sonen é invisível. Mesmo que o nosso sonen desequilibrado se espalhe por aí, não vai adiantar nada. Por isso, temos que desejar a infinita propagação do sonen de Deus, que traz consigo Sua harmonia. Atualmente, mesmo que não consigamos efetivamente praticar ou receber Johrei, vamos servir crentes de que a mão salvadora de Deus existe dentro de cada um de nós; que ao oferecermos a Deus, dentro do nosso coração – dentro do nosso sonen, todos os inúmeros sentimentos iluminados pela Sua Luz, inúmeras pessoas serão acolhidas no Paraíso – serão salvas; que, através da Lei de Precedência do Espírito sobre a Matéria, toda glória do Paraíso projetar-se-á sobre a superfície da Terra e que a Luz de Deus se expandirá pelo mundo inteiro e, ao preenchê-lo, fará com que este mundo tenha ainda mais vida. Não é nessa obra que devemos servir?

Em meio às circunstâncias atuais do mundo, se sairmos mundo a fora crentes de que somente o ato de levantar a mão para praticar o Johrei é o verdadeiro Johrei – a verdadeira salvação – seremos alvo de críticas do mundo inteiro e, dependendo do caso, talvez percamos o título de pessoa jurídica religiosa por causa de uma conduta como essa.

Entretanto, essa não foi a fé que professamos até hoje?

Se considerarmos que a salvação pelo Johrei de Meishu-Sama é a salvação que ocorre somente através da Luz emitida a partir do ato de levantarmos a mão, isso significa então que agora é o momento de sairmos mundo à fora propagando isso, independentemente das críticas e ataques que sofreremos da sociedade. Afinal, acreditamos nisso durante muitos anos e há pessoas que continuam acreditando nisso, negando as orientações de Kyoshu-Sama. Será que agora não é o momento daqueles que sentem orgulho da “força do Johrei” pelo ato de levantar a mão se erguerem?

Entretanto, Kyoshu-Sama está orientando acerca de um novo Johrei, melhor dizendo, o verdadeiro Johrei que Meishu-Sama almejou.

Isso porque, Meishu-Sama disse que o ato de levantar a mão para praticar o Johrei não é mais o elemento principal. Muito pelo contrário, ele disse que o Johrei já não é mais tão importante. Meishu-Sama afirmou, há 70 anos, que nós já entramos na era do sonen.

Realmente, Meishu-Sama e Kyoshu-Sama estão atuando em consonância, melhor dizendo, temos que pensar: Meishu-Sama está vivo, atuando dentro de Kyoshu-Sama.

Ao pensarmos a respeito da situação atual, onde o novo coronavírus mostra ter uma força incontrolável, não consigo deixar de pensar que tanto Meishu-Sama quanto Kyoshu-Sama já previam a chegada de uma época como esta.

Não consigo deixar de pensar que eles já previam que o método centralizado no ato de levantar a mão para praticar o Johrei chegaria a um beco sem saída.

Meishu-Sama legou em seus últimos anos de vida na Terra o método de salvação apropriado para nova era. Mas nós viemos ignorando-o por muitos anos.

Todavia, Kyoshu-Sama recebeu o evangelho da salvação completamente novo de Meishu-Sama e nos despertou para o verdadeiro significado do Johrei e a verdadeira salvação por Meishu-Sama.

Mesmo que não consigamos realizar reuniões ou não pudermos nos encontrar pessoalmente com outras pessoas, isso não significa que somos incapazes de servir na obra do Johrei. Pelo contrário, temos plenas condições de servir na sagrada obra do Johrei de Deus a todo instante e em qualquer lugar, assim como podemos ser utilizados na obra de salvação, na obra de construção do Paraíso Terrestre. E já estamos sendo!

Isto é motivo para termos muita gratidão!

Quero agradecer do fundo do meu coração a Kyoshu-Sama, que nos transmite o verdadeiro sentimento de Meishu-Sama. Mesmo que o mundo continue em uma situação caótica, acredito que Deus e Meishu-Sama estão, precisamente agora, desenvolvendo a grandiosa construção, a criação de um mundo maravilhoso.

Quero continuar servindo em união com os membros da Igreja Mundial do Messias na obra do Johrei, na obra de salvação, apropriada à nova era que Kyoshu-Sama está orientando.

Que Deus nunca deixe de levantar Sua sagrada mão do Johrei para nós.

 

Versão em PDF: O verdadeiro Johrei

Este conteúdo está disponível em: 日本語 English