No dia 15 de junho, Kyoshu-Sama oficiou o Culto do Paraíso Terrestre realizado, de forma solene, na Sede da Igreja Mundial do Messias. 

Depois de o sagrado nome Messias ressuscitar no histórico Culto do Início da Primavera, a disseminação do novo coronavírus afetou as atividades da Igreja. Independentemente disso, Kyoshu-Sama continuou orientando através dos salmos de sua autoria, publicados mensalmente na Revista Glória, além de o Masaaki-Sama, sucessor de Kyoshu-Sama, ter nos orientado acerca do sentimento de Meishu-Sama no texto “O verdadeiro Johrei”. Além disso, através da música “Utilizai-me, por favor”, tivemos permissão de percorrer com convicção de que, em qualquer situação, Deus está utilizando nosso coração para desenvolver Sua obra de salvação. 

Em meio a essa grandiosa expansão da Obra Divina da Igreja Mundial do Messias, tivemos a gratificante permissão de, após quatro meses, realizar um culto com a presença de Kyoshu-Sama. 

No culto, estiveram presentes Mayumi-Okusama, Masaaki-Sama, sucessor de Kyoshu-Sama, o Rev. Nakadomari, Presidente da Sekai Kyusei Kyo, Rev. Narii, Presidente Mundial da Igreja Mundial do Messias, e Diretores Executivos, Responsáveis por Regiões e Diretores de Departamentos da Sede Administrativa. 

O culto iniciou-se às 11:00 com a entrada de Kyoshu-Sama. Solenemente, Kyoshu-Sama entoou a Oração do Culto do Paraíso Terrestre, realizou o Ofertório de Gratidão e, acompanhado pelos participantes, entoou as orações Amatsu-Norito e Zenguen-Sanji. Após entoarem os Salmos de Meishu-Sama, escolhidos para o culto, foram lidas as Sagradas Palavras intituladas: “Bem e mal”. Em seguida, Kyoshu-Sama ministrou Johrei. 

Por fim, recebemos as Palavras de Kyoshu-Sama, que os membros tanto ansiavam. 

Kyoshu-Sama, através de suas palavras, deixou claro que, para cumprirmos nossa missão como seguidores de Meishu-Sama, precisamos buscar saber o que Meishu-Sama quer que percebamos no momento atual, qual é o seu desejo e sentimento, ou seja, a vontade de Deus, por trás dos inúmeros fenômenos que se manifestam atualmente. 

O Culto do Paraíso Terrestre foi realizado nas igrejas em todo Japão entre os dias 20 e 21 de junho, com restrições quanto ao número de participantes. Os membros que não puderam participar do culto nas igrejas, oraram em seus lares cientes de que, mesmo não sendo possível estarmos presentes no Culto do Paraíso Terrestre, realizado na Sede da Igreja Mundial do Messias ou nas igrejas em todo Japão, todos nós tivemos a permissão de transcender o tempo e o espaço, participando junto a Kyoshu-Sama, nossos antepassados e toda a criação, do Culto do Paraíso Terrestre realizado na igreja que traz consigo o nome Messias, que existe no centro do coração de cada um de nós.

Este conteúdo está disponível em: 日本語 English