A chegada de uma era celestial.

No dia 15 de junho de 2022, uma celebração única e insubstituível que ficou para história da humanidade, a Cerimônia Especial do Nascimento do Messias, foi oficiada por Kyoshu-Sama. A cerimônia celebrada no auditório principal, o Hotel Okura Kobe, foi transmitida simultaneamente para 12 auditórios híbridos no Japão. No auditório principal, recebemos a presença de Kyoshu-Sama, do Masaaki-Sama – sucessor de Kyoshu-Sama – e, participando presencialmente pela primeira vez, estiveram presentes a Mami-Okusama, esposa do Masaaki-Sama, Mei-Sama e Miyu-Sama, filhas do Masaaki-Sama. Nesse dia, 10 mil pessoas se reuniram unidas a Kyoshu-Sama nos 13 auditórios em todo o Japão.

O Coral Messias cantou pela primeira vez a música original da Igreja Mundial do Messias “Um Novo Mundo”, cuja letra foi composta por Kyoshu-Sama, abrindo de forma esplendorosa a cerimônia. A entrada de Kyoshu-Sama foi como se ele tivesse vindo à Terra para anunciar a chegada de um novo mundo. Com vigorosa voz, Kyoshu-Sama entoou o Nosso Juramento ao Pai Celestial. A seguir, o segundo oficiante entoou os Salmos de Meishu-Sama e todos escutaram a leitura das Sagradas Palavras de Meishu-Sama e da Bíblia. Após a leitura dos telegramas de felicitações, recebemos a saudação do presidente Narii – Presidente Mundial da Igreja Mundial do Messias – que apresentou os convidados especiais.

Finalmente, Masaaki-Sama se dirigiu ao púlpito. Seu olhar não estava voltado somente aos membros da Igreja Mundial do Messias, mas sim, para todos os cristãos, para toda a humanidade e para o mundo inteiro. Não consigo deixar de pensar que, se assim fosse permitido, gostaria de contemplar o mesmo cenário.

Por fim, Kyoshu-Sama se dirigiu ao púlpito. Suas palavras trouxeram a todos a uma extraordinária surpresa, capaz de mudar completamente a maneira de ver o mundo. O antes e o pós cerimônia especial, como que tendo o nascimento de Jesus como fundamento – não seria uma nenhuma surpresa se, doravante, essa distinção seja feita.

O Coral Messias, além de ter cantado com vigor o coro Aleluia, do oratório Messias, encerrou a cerimônia cantando, pela primeira vez, a música original da Igreja Mundial do Messias “O Senhor será eu”, cuja letra foi composta pelo Masaaki-Sama. Certamente não foi somente o repórter que sentiu o significado imbuído no nascimento do Messias através da letra dessa música, que nos mostrou esse mistério e verdade.

Kyoshu-Sama, Masaaki-Sama e Mami-Okusama se retiraram do auditório enquanto foi tocada a música “Um Novo Mundo”, cuja letra foi composta por Kyoshu-Sama, e a sensação que todos tiveram é a de que eles estavam nos liderando enquanto avançavam em direção ao novo mundo. Nós somos aqueles que também avançarão. Seguiremos imediatamente vocês: essa foi a sensação que aflorou enquanto nos despedíamos deles com uma calorosa salva de palmas.

O amor de Deus, o Pai Celestial, que verte constantemente, transpassando o tempo e o espaço. Essa sensação de que Ele nos permitiu corresponder a esse amor com a participação nessa grandiosa celebração, mesmo que de forma insignificante. Tudo isso é graças a existência de Kyoshu-Sama. Isso se deve a existência da Mayumi-Okusama, do Masaaki-Sama e da Mami-Okusama, que estão unidos em um só corpo com Kyoshu-Sama. Agora é o momento de confiarmos todos os milhares de sentimentos que surgem em nós e dizer: “Sem Kyoshu-Sama, nós não existimos”.

 
—————
Links relacionados:
Palavras de Kyoshu-Sama
https://youtu.be/puVpzx54sLU (legendado)

 
Saudação do Masaaki-Sama – “Reencontro com Deus”
https://youtu.be/Sj4A7P2_9vo (legendado)

Este conteúdo está disponível em: 日本語 English